in ,

O que fazer em Urubici em Família: As atrações mais acessíveis, e incríveis!

Duas crianças em frente a réplica de pedra do morro da igreja, atrativo local

Há muito o que fazer em Urubici, na Serra Catarinense, para famílias que desejam locais de acesso mais fácil e sem grandes esforços físicos.

Ainda que seu transporte vá rodar bastante (e definitivamente o ideal é conhecer a região de carro próprio ou alugado), e pegar algumas estradas de chão, é bem possível apreciar algumas das mais incríveis belezas naturais do Brasil de forma mais simples do que você imagina.

E isso que esse post está com foco apenas em Urubici – e inclusive a cidade que recomendo você fazer sua base para explorar a Serra Catarinense por ser o que considero mais central na região (veja opções de hospedagem aqui).

Porém, também vale combinar duas bases de estadias pela distância, e neste caso faria Urubici + Bom Jardim da Serra, cidade que possui algumas das opções mais charmosas da Serra, o que inclui o Rio do Rastro EcoResort e o Hotel Fazenda Rota dos Cânions.

Sendo assim, aqui estão algumas sugestões de o que fazer em Urubici com a família, para todas as idades (sim, até os bebês podem entrar na viagem):

vista do alto de montanhas com céu azul
O lindo visual do Morro da Igreja

Morro da Igreja: Um dos pontos mais alto do estado de Santa Catarina é totalmente acessível indo de carro. Vejo que não tem como ir a pé aliás (sem calçadas e 10km de subida), mas você chega no mirante em estrada 100% asfaltada, o que é bem simples de conhecer. E o visual, claro, é maravilhoso!

O único problema aqui é que, pelo fato de estar 1822m de altura, pode estar ventando bastante. Como é uma região que as pessoas gostam muito de visitar no inverno, o vento aí também vem bem gelado (sei bem exatamente por experiência própria). Nossas crianças não aguentaram quase nada ficar ali… mas em outras épocas aí o frio não se torna um problema. O verão inclusive é bem quente.

MUITO IMPORTANTE: O espaço do mirante é pequeno, e por isso o agendamento é obrigatório, ainda que seja gratuito. As agendas são feitas por carro e você faz online pelo site do Parque Nacional São Joaquim, e as datas abrem sempre no máximo uma semana antes do dia atual, ou seja, se hoje é dia 01, você consegue ver agenda até dia 07.

Em feriados e finais de semana as vagas esgostam rápido, por isso se programe para fazer o agendamento logo no primeiro dia disponível.

Mãe e filha adultas em pé na frente de cachoeira
Eu e minha mãe que adorou a cachoeira

Cachoeira Véu da Noiva: Não tinha vista muito sobre essa cachoeira em minhas pesquisas sobre o que fazer em Urubici, e no fim decidimos conhecer este lugar e foi um dos pontos favoritos da viagem! O acesso é feito pouco antes da entrada da portaria do Morro da Igreja (veja os dois no mesmo dia), bem tranquilo de carro.

Pagamos R$ 10,00 a entrada em julho/2021por pessoa (e todos os valores que serão aqui mencionados são desta data e as crianças não pagaram nada em lugar nenhum, tudo cobrado acima de 12 anos) e logo vimos ali uma loja com vários presentes e artigos regionais, assim como um restaurante com comida brasileira tradicional estilo buffet.

Há inclusive uma Pousada com Chalés que parece simpáticos na propriedade que não nos hospedamos, mas os reviews tem muitos elogios.

Do estacionamento / restaurante onde é a entrada, até a cachoeira, basta descer por 5 minutos caminhando um pequeno caminho e lá estará ela toda pra você. Adorei essa queda porque, de alguma forma, parece que ela desce de um jeitinho mais lento, e é realmente muito bonita, e você fica bem no pé dela!

Poderia terminar aqui, mas esse local nos reservou mais surpresas! Em uma caminhada leve bem estruturada em passarelas (fica na tua opção ou não de seguir), descobrimos mais belezas naturais, que a internet nunca tinha nos revelado antes!

mulher de lado com cachoeira ao fundo
Um das belezas escondidas na continuação do Véu da Noiva

Você verá a sinalização que indica continuar para visitar mais cachoeiras e outro Cânion: o do Xaxim Gigante. A passarela tem uma caminhada de uns 15 minutos e você chega em um novo visual com o Cânion, e a indicação de mais cascatas, inclusive com sua intensidade trilhas, e visuais do alto ou de baixo.

Tem até tirolesa para fazer ali (não fomos porque não estava em funcionamentona hora da nossa visita – eu adoraria ter ido).

Acabei vendo o visual de duas quedas bem bonitas e próximas, porém fui sozinha, porque estas daí são duas escadarias bem íngremes e de mais trabalho. As crianças ficaram com minha mãe e tirei esses minutinhos que adorei o visual. Ainda assim, mesmo que você veja apenas o Véu da Noiva, a visita é super válida!

mulher de braços abertos entre paredões (corte em rocha)
O incrível visual do Corte da Serra do Corvo Branco

Serra do Corvo Branco: O maior corte em rocha do Brasil é um lugar bem peculiar que vale ser visitado. São cerca de 25km do centro de Urubici, mas é muito bacana você ver aqueles imensos paredões, e um pouco do visual da serra mais a frente. Não tem custo, é só chegar e apreciar a imensidão direto com seu carro.

Descer ao menos um pouquinho dela, mesmo andando, é bacana, ou então vai com calma nas imensas curvas. Nós fizemos, mas tem que ir com calma.

A partir dali também há um parque que, apesar de não termos ido e subido, tem alguns elogios, chamado Altos do Corvo Branco. Lá tem balanço e outros visuais de cânions da região.

 

Leia também: Serra Catarinense com crianças – as 9 melhores atrações com pequenos

 

E quase na chegada do corte de rocha – e fique atenta(o) porque a placa é pequenininha, no caminho vale muito a parada na Avencal Chocolates.

Bancada de trufas de chocolate coloridas
E estas delícias do ladinho dos paredões?

Este cantinho escondido é uma casa pequenininha com um ambiente super agradável. Ali eles vendem umas das melhores trufas que já comi na vida (sim, em um lugar que você acha no meio do nada) de diversas cores e sabores, carreguei muitas pra casa e tive que esconder algumas das crianças para não comerem tudo!

Este espaço tem tanto o balcão de trufas e chocolates quanto um pequeno espaço de café, que serve bebidas quentes e algumas comidinhas, além de ter um bonito visual do verde ao redor. Não deixe de conhecer!

Mirante Belverde e Pinturas Rupestres: Essa é uma parada bem rapidinha na estrada de acesso a Cascata do Avencal para ver um visual do alto da parte Urbana de Uribici no Belverde (tem espaço para uns 3 carros estacionarem ali gratuitamente); e já as pinturas são acessíveis pelo Paradouro do Guardião, que tem um restaurante e o acesso as inscrições. O Valor de entrada é de R$10,00.

Selfie de mulher com cachoeira entre grande paredão ao fundo
A cachoeira mais emblemática da região: Cachoeira do Avencal!

Cascata do Avencal: Talvez um dos pontos turísticos mais conhecidos da Serra Catarinense, o acesso de cima da Cascata é um programa inclusive bem kids friendly e estruturado.

Pagando os R$ 20,00 de entrada por pessoa você tem acesso aos mirantes com passarela de vidro da belíssima cachoeira, que pode ser vista de vários ângulos. É apenas a caminhada do estacionamento as plataformas, você quase consegue colocar bem na frente deles.

Há ainda outras atividades que podem ser vistas e feitas ali, como parquinho e cama elástica para as crianças, e alguns espaços de fotos (como a réplica da Pedra Furada na Capa do Post). E para os radicais, tem tirolesa que passa por cima da cachoeira. Eu e meu meu mais velho fomos, e definitivamente valeu a pena. Se a vertigem não é um problema, vai sem medo!

Este ingresso ainda dá acesso a mais dois locais: o primeiro é a parte baixa da cascata, essa sim que precisa de um pouco de caminhada entre pedras e inacessível, que inclusive tem outra entrada; e outra cachoeira que daí sim tem uma caminhada curta, a cachoeira Mundo Novo. Basta ir com o carro no lado inverso da Cascata do Avencal – tem sinalização – e caminhar por 5 minutos em um acesso pouco íngreme. É muito bonita também.

menino com máscara em frente a cascata entre verdes de mata ao fundo
Um atrativo mais novo e bem acessível: Cascata Papuã!

Cachoeira Papuã: Apesar de não ter sido minha favorita, a Cachoeira Papuã é um atrativo mais novo e um dos mais bem planejados.

Pagamos R$15,00 por pessoa para acessar um bem estruturado mirante com rampas e caminhada bem curta na passarela até chegar ao visual natural e da cascata.

 

Vai viajar no inverno? Saiba como se vestir para não passar perrengue! Dicas sobre roupas e acessórios de inverno neste link

 

Ali ainda tem um grande café com loja de souvenirs para quem quiser dar uma parada, porém, as lembranças no centro da cidade estavam mais baratas do que ali (por exemplo, os chocolates da Loja Cacau Serra tinham uma boa diferença de preço).

Gruta Nossa Senhora de Lourdes: A gruta foi o único que pessoalmente não visitei, mas com certeza vou na próxima porque as indicações são boas, e incluí aqui justamente porque são menos de 150m entre o estacionamento e a Gruta para conhecê-la, além de estar 24h disponível gratuitamente. Se você foi, já comenta aqui o que achou do lugar para completar o post!

Outros atrativos menos acessíveis, mas que valem o esforço!

A lista de o que fazer em Urubici na versão completa vai mais além do que mostrei aqui. Porém, não posso deixar de mencionar que são lugares lindíssimos e que também valem demais o passeio, mesmo com um pouquinho mais de esforço.

mãe e dois filhos agachados com visual de canion ao fundo
Sem palavras para descreve o Cânion Espraiado

O Cânion Espraiado (meu favorito) e o Morro do Campestre foram dois deles, que inclusive fomos com as crianças. Porém, o primeiro, que fica no mesmo caminho da Serra do Corvo Branco, tem uma trilha de 30 minutos que precisa ir ou alugar galochas no local – além dos R$ 20,00 de entrada – e encarar uma estrada ruim de 14km que o ideal é ir de 4×4 próprio ou com passeio contratado.

Já o Morro do Campestre é tranquilo para subir de carro, e depois de pagar R$ 15,00 de entrada no café, você estaciona na área alta, mas depois tem algumas escadarias para encarar antes de chegar na pedra principal. Ali tem vários cenários instagramáveis para os amantes de fotos – apesar de eu ter achado alguns bem artificiais e ter ficado com as fotos mais naturais mesmo!

Outras cidades nos arredores

Com certeza vale explorar as cidades nos arredores da Serra, que são incríveis. Nós passamos pela Vinícola Thera, em Bom Retiro, pouco antes de Urubici; fizemos um passeio de meio dia em Urupema (a cidade com as menores temperaturas do Brasil).

Pedra cortada naturalmente no morro
No caminho pra Urupema, passamos no Morro do Campestre

Ainda conhecemos o mirante da Serra do Rio do Rastro e atrações de Bom Jardim da Serra, além de um pouquinho de São Joaquim, que tem mais vinícolas, além de ser a terra da maçã!

E se explorar ainda mais, tem outras atrações naturais em cidades menos conhecidas (que infelizmente ainda não fomos, mas quem sabe em breve), como Alfredo Wagner e Rio Rufino. Vale até mesmo seguir a estrada para Lages, que possui opções de hotéis fazenda.

* Caso queira rodar como nós (e recomendo) e quiser seguir a dica de dividir as hospedagens, use Urubici como base para conhecer Urupema, Rio Rufino e Bom Retiro; e depois fique em Bom Jardim da Serra para conhecer tantos os cânions e atrações da cidade quanto São Joaquim.

Seja qual for seu roteiro, mesmo que você visite poucos atrativos na região eu garanto que qualquer roteiro vai ter paisagens incríveis e de tirar o fôlego. É só escolher e aproveitar. Bora lá?

Vai viajar? Acompanhe as dicas para famílias no Instagram @turismoemfamiliablog ou no pinterest.com/turismoemfamilia e use os nossos parceiros! Você me ajuda a continuar produzir conteúdos bacanas e não paga mais por isso. Aliás, até ganha descontos! Todas as vantagens estão  neste link Descontos e Benefícios

E se você trabalha com Turismo, também posso te ajudar Inovação, Marketing Digital e Base Técnica no segmento! Conheça minhas mentorias e capacitações, e todo meu portfólio no Menu Profissional.

Written by Flávia Sphair

Flávia Sphair, muito prazer! Sou Turismóloga, Viajante, Esposa, Mãe de 2 e a Blogueira por trás do Turismo em Família. Acredito que viagens e passeios proporcionam momentos e experiências únicas com que mais amamos, e minha missão aqui é ajudar famílias a viajarem mais e melhor, e também empresas do ramo a recebê-las da melhor forma possível, com consciência, respeito e empatia!

One Comment

Leave a Reply

One Ping

  1. Pingback:

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.