in

Mabu Foz: Como é se hospedar no Thermas Resort e no My Mabu?

menino dentro da água fazendo sinal de positivo com a mão

Se hospedar em uma das opções do Mabu Foz do Iguaçu é buscar tradição, conforto e diversão em uma das redes mais clássicas que quisemos experimentar em família, e tenho muitos detalhes para contar da nossa estadia!

A rede na cidade já existe há muito tempo, e fui na verdade pela primeira vez com meus pais (há algumas décadas atrás, só vou falar isso kkk) e começou com o Mabu Thermas Resort em um grande edifício e uma já boa área de piscinas e recreação.

Este resort aumentou com mais um novo prédio, e posteriormente novos terrenos foram comprados e criado um novo e grande projeto de expansão de um novo Hotel bem ao lado do Thermas – o My Mabu, assim como um parque aquático termal totalmente integrado as duas hospedagens, mas também aberto ao público geral, o Blue Park, que já está em operação, mas ainda segue em expansão.

maquete de complexo hoteleiro e parque aquático
A maquete do projeto completo de parque e hotéis Mabu Foz

Nós nos hospedamos no tradicional Thermas Resort, e conhecemos um pouquino do My Mabu. Independente de onde você se hospede, você tem acesso a todas as piscinas e áreas de lazer dos dois hotéis, assim como seus restaurantes.

Já os quartos possuem várias diferenças, inclusive para reservas. Vou começar falando deles, e depois comento sobre as piscinas e todo o lazer do complexo.

O My Mabu são os quartos mais novos e ficam de frente para a praia artificial com piscina de ondas. Os quartos são modernos e a maior parte deles é um sistema de apart hotel, que inclui sala e cozinha, além de uma sacada com vista.

criança andando em frente a piscina
A praia artificial fica em frente ao prédio

Muitos desses apartamentos são vendidos pelo Sistema de Cotas Imobiliárias – também chamado de Clube de Férias. Nesse caso é possível reservar tanto com proprietários que possuem essas frações quanto diretamente com a central de reservas da rede Mabu Foz, que faz esse link com os proprietários.

Já o Mabu Thermas Resort opera de forma mais tradicional, e possui acomodações de quartos somente com camas e banheiros, e comodidades tradicionais como TV a cabo, armários, ar condicionado e também tem banheira. É possível reservar diretamente pelo link acima destacado.

O quarto que nos hospedamos tinha duas camas de casal e tinha um bom espaço. Fomos no carnaval e todos os hóspedes receberam uma Colomba pascal, que era um incentivo para o retorno no feriado seguinte.

quarto de hotel mostrando cama, tv no balcão e janela ao fundo
O quarto
duas camas de casal
Camas do quarto, tamanho queen

É um quarto bem tradicional para hotelaria de resort e achei o espaço e acomodação como um todo boas, ainda que um pouco antiga em especial no banheiro – ainda tinha bidê o que é bem incomum, e a banheira estava levemente descascada em um lado… mas não foi ruim de forma alguma, mas uma reforma em breve com certeza será bem vinda para modernizar.

pia e boz de banheiro
Um pouquinho do banheiro

As ameneties de shampoo, sabonete e condicionador também estavam disponíveis para nós!

Falando da parte gastronômica, as diárias incluem café da manhã (mas é possível reservar sem no caso do My Mabu já que possui cozinha no apto) e você pode escolher onde comer aliás – tanto faz tomar café da manhã no restaurante principal do Thermas, ou descer até o restaurante do My Mabu, basta informar seu quarto.

Ambos servem buffet com frios, pães, e destaque para a variedade de frutas que era muito boa, e bem gostosas. No carnaval tivemos um mimo especial de água de coco em um dos dias que foi uma delícia – mas ela costuma ser vendida na área do parque termal.

Ainda possui estação de omelete e tapioca, e mais alguns bolos e doces. Não achei nenhum destaque no meio disso tudo, mas… o café da manhã no My Mabu tinha alguns detalhes extras (como abacate) e o serviço em geral não só nesta refeição, mas nas demais, também foi melhor e acabamos comendo mais refeições por lá, até porque achamos financeiramente mais vantajoso também.

bamdejas de frutas de café da manhã
As frutas do café da manhã

As opções de almoço e jantar no Mabu Foz eram várias – desde comidinhas e petiscos próximos as piscinas, inclusive lanches como sorvetes, pastéis e cachorro quente – até o buffet por quilo do My Mabu (Restaurante Aquarela) ou o buffet por pessoa do Mabu Thermas.

O almoço no buffet principal era livre e custava R$92,00 por pessoa (este e quaisquer valores do post são de fevereiro/2022), com carnes, saladas e massas. Já o Aquarela era por quilo e tinha saladas, estação de massas feita na hora, carnes na chapa e um menu kids com nuggets, batata frita e outras preferêncidas das crianças.

Este segundo restaurante foi o que mais comemos porque sempre ficava mais em conta, e também achamos a qualidade da comida e o serviço melhores. Ainda assim não só ele, mas todos os petiscos e bebidas são um pouco caros. Um sorvete tipo casquinha do mcdonald’s custava R$10,00.

Vamos falar de estrutura e das piscinas agora!

tobogãs coloridos altos
Os tobogãs do Blue Park

Essa é a melhor parte do complexo Mabu Foz como um todo, e reforço que independente de onde seja seu quarto, todas as piscinas são liberadas para hóspedes. É um grande diferença para quem visita apenas o Blue Park, já que atualmente somente a piscina com ondas da praia artificial, o bar molhado e os tobogãs são abertos ao público – do restante da estadia.

A área da praia artificial é um das melhores, e a piscina com ondas tem “tiros” de cada 20 minutos, espera um pouco e depois segue, e conta com salva vidas no local, e música ao vivo em datas mais movimentadas. A água tem ótima temperatura morna e aproveitamos bastante.

Os tobogãs são dois, um daqueles você desce em curvas e fechado, e outro que você vai em um tapete de barriga para baixo, e faz uma grande ondulação.

menino nadando em piscina no pôr do sol
A piscina do Mabu Thermas

Porém, considerando que na área do hotel estão muitas outras piscinas, inclusive o parque kids, neste momento do post acho que você perde bastante ao ficar apenas no Blue Park, e acho que vale reservar o My Blue ou o Mabu Thermas ao menos 1 diária para curtir a estrutura completa!

A área do Mabu Thermas é a que mais possui opção de piscinas. A clássica e principal é uma piscina em 3 níveis, com cerca de 1,20m de profundida. Há uma pequena jacuzzi na parte mais alta e são de ladrinhos. Costuma ficar tranquila e é grande!

Ainda tem uma outra piscina com área de praia e outro bar molhado exclusivo dos hóspedes e uma pequena cachoeira para se molhar. Ali é o local onde pessoal fica pra relaxar e conversar.

brinquedos aquático infantil com baldão que cai água
O baldão e estrutura infantil

A área infantil é bem legal, e nossos meninos brincaram demais nela. Possui alguns escorregadores, fontes, passagens e um baldão de água daqueles vem com tudo na gente. E tudo isso com água sempre quentinha, é muito gostoso.

Ao longo de toda área tem espreguiçadeiras e mesas, assim como quiosques especialmente de bebidas, refrigerantes e água de coco, e há empréstimo de toalhas.

 

Leia também: Cataratas do Iguaçu com Bebês e Crianças – Dicas Valiosas

 

O Mabu Foz tem sistema de pulseira emborrachada que pode ser usada em todas as áreas molhadas e que faz a leitura de consumo em todos os quiosques para os hóspedes. É bem prático e a dica é descer do quarto com o menor número de pertences possíveis para poder andar pra todo o lado que quiser sem se preocupar com o que ficou nas mesas.

menino nadando em piscina no pôr do sol
A piscina do Mabu Thermas

Além disso, existe recreação adulto e infantil no Hotel. As crianças podem passar intervalos de tempo com os recreadores que fazem brincadeiras tanto em áreas externas e salas com oficinas – inclusive há uma copa baby e uma brinquedoteca – assim como nas próprias piscinas.

É possível almoçar e jantar com os recreadores, porém logo em seguida é o horário de folga deles no caso do almoço, e o horário eu particularmente achava cedo para almoçar sozinho e depois ficar com as crianças, além de nós gostarmos de fazer particularmente essa refeição juntos, então preferíamos ficar em família.

Já a janta começa após um intervalo dos recreadores por ela também, e depois tem bricadeiras, e nesse caso é legal pra ter um momento romântico de casal ou dar uma relaxada. Um das noites foi assim.

pai e dois filhos com vara de pesca na mão ao lado de um lago
A pescaria foi boa!

Ainda tem um espaço de jogos e fliperama próximos da piscina, uma pequena loja do hotel, spa com tratamentos diversos, lounge e outras áreas externas de lazer. Há em alguns dias tirolesa com empresa terceirizada (necessário consultar agenda) e um lago de pesca que demos sorte – a pescamos muita coisa com as pequenas iscas do hotel.

De forma geral a estadia foi bacana e recomendo sim, e as crianças amaram, se divertiram com a recreação e curtimos alguns momentos juntos – meus favoritos – e um tempinho a sós como casal também.

Porém, não vou negar que houve algumas falhas, especialmente no serviço. O que mais nos incomodou foram a falta de orientações, por exemplo, de um restaurante a La Carte, o Dumont que ainda não tinha mencionado, precisar de reserva e não nos atenderem quando fomos. Era nosso último dia e não deu pra conhecer.

fachada de restaurante como moveis brancos ao fundo
O restaurante Dumont

Outros incômodos foram um atendimento na piscina de um bar que fechou 10 minutos do horário e não nos atendeu mesmo assim, e um pouquinho de falta de comunicação.

Felizmente, ao compartilhar nossa experiência no Insta do Turismo em Família, o gerente do hotel me ligou e fez questão de entender os pontos que mencionei e trazer esse feedback para melhorias. Gosto de quando não se negam os erros, mas estão dispostos a melhorá-los. Mas tivemos a maior parte das experiências positivas.

Pra finalizar, mais algumas fotos:

Mesa de pães do café da manhã
Mesa de pães do café da manhã
piscina e prédio de hotel ao fundo
A piscina do Thermas e o My Mabu ao fundo
piscina de praia artifical
A praia artificial exclusiva dos hóspedes
Selfie de familia (mae, pai e dois meninos) com piscina ao fundo
Nossa turma curtindo o Mabu Foz

Agora é você que escolhe, e se gostou já reserva aqui para sua melhor data! Uma coisa eu garanto: em todas as épocas dá pra aproveitar muito sim!

Vai viajar? Acompanhe as dicas para famílias no Instagram @turismoemfamiliablog ou no pinterest.com/turismoemfamilia e use os nossos parceiros! Você me ajuda a continuar produzir conteúdos bacanas e não paga mais por isso. Aliás, até ganha descontos! Todas as vantagens estão no link Descontos e Benefícios

E se você trabalha com Turismo, também posso te ajudar Inovação, Marketing Digital e Base Técnica no segmento! Conheça minhas mentorias e capacitações, e todo meu portfólio no Menu Profissional.

Written by Flávia Sphair

Flávia Sphair, muito prazer! Sou Turismóloga, Viajante, Esposa, Mãe de 2 e a Blogueira por trás do Turismo em Família. Acredito que viagens e passeios proporcionam momentos e experiências únicas com que mais amamos, e minha missão aqui é ajudar famílias a viajarem mais e melhor, e também empresas do ramo a recebê-las da melhor forma possível, com consciência, respeito e empatia!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.